Atividades Regulares

 Domingo

8h – Reunião de Oração

9h – E. B. D (Escola Bíblica Dominical)

10h30 – Culto Matinal

19h – Culto Noturno

 Terça-feira

19h30 – Culto de Oração

 Quinta-feira

19h30 – Estudos Bíblicos

 Sábados ímpares

19h30 – Culto da Juventude

 Sábados pares

20h – Encontro dos casais

Login

Quem está Online

Temos 56 visitantes e Nenhum membro online

Marcas Espirituais de Uma Igreja Saudável - Parte II / Relatório de Oração

 

“Marcas Espirituais de Uma Igreja Saudável”

 

 

Primeira Marca: “A Perseverança Unânime na

Oração” Parte II

 

 

Atos 2.42-44

 

42- E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.

 

43- E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.

 

44- E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.

 

 

INTRODUÇÃO:

 

 

     Como verificamos no domingo próximo passado, a Perseverança Unânime na Oração produz efeitos espirituais na vida pessoal e na vida da comunidade. São três os pontos centrais dessa perseverança:

 

a) É o alicerce para uma vida de autoridade espiritual

 

b) Precede todas as decisões

 

c) Promove a unidade da igreja

 

     Devemos observar que existe, e ficar alerta uma barreira que pode se levantar em cada um de nós sobre a eficácia e o poder da oração: a incredulidade.

 

     No livro de Deuteronômio 8.7-9 podemos contemplar o que Deus já havia prometido através dessa descrição. O que era um sonho, se tornaria realidade. Duvidaram da Palavra de Deus e das promessas de Deus.

 

     No livro de Números 13 e 14, registra que o povo só descobre o que Deus já tinha falado: Nm. 13.27 “Relataram a Moisés e disseram: fomos à terra a que nos enviaste; e, verdadeiramente mana leite e mel; este é o fruto dela.” Após esse relato surge o mas, porém no verso 28: “O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades mui grandes e fortificadas; também vimos os filhos de Enaque... Os amalequitas habitam na terra do Neguese; os heteus, os jebuseus e os amorreus habitam na montanha; os cananeus habitam ao pé do mar e pela ribeira do Jordão.”

 

     A incredulidade tomou o lugar da fé, mesmo diante das promessas do Senhor. Só viam inimigos, dificuldades. A incredulidade produz senso de fraqueza, complexo de inferioridade, desespero e desânimo nos outros, baixa auto-estima, visão destorcida da realidade (Nm. 13. 51-53).

 

31- Porém, os homens que com ele subiram disseram: Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós.

 

32- E infamaram a terra que tinham espiado, dizendo aos filhos de Israel: A terra, pela qual passamos a espiá-la, é terra que consome os seus moradores; e todo o povo que vimos nela são homens de grande estatura.

 

33- Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos.

 

     Uma voz se levanta em tom de confiança e fé: “Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Eia! Subamos e possuamos a terra, porque certamente, prevaleceremos contra ela.” (Nm. 13.30).

 

     Perseverar em Oração, significa romper com a incredulidade, significa crer nas promessas do Senhor, significa tomar posse da Terra Prometida: “Por que todo o que é nascido de Deus vence o mundo, e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé...” (I João 5.4). A fé é a oração em ação.

 

     Tiago 5. 13-18 traz esse testemunho:

 

13- Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores.

 

14- Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor;

 

15- E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.

 

16- Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.

 

17- Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra.

 

18- E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto.

 

     Perseveremos Unânimes em Oração. Segue um relatório do Ministério de Intercessão, sobre o que Deus tem feito em nossas vidas, por meio da oração.

 

Pr. João Roberto Raymundo

 

Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. 1 Tessalonicenses 5:18

Pergunta: "Como posso ter minhas orações respondidas por Deus?"

Resposta:
Muitas pessoas acham que “oração respondida” é quando Deus concede o que foi pedido em uma oração a Ele oferecida.

Se um pedido de oração não é concedido, geralmente se entende que a oração não foi respondida.

Contudo, isto não é um correto entendimento em relação à oração.

Deus responde cada oração que a Ele é elevada.

O que devemos nos lembrar é que às vezes Deus responde “não” ou “espere”.

Deus somente promete conceder o que pedimos em oração quando pedimos de acordo com Sua vontade.

I João 5: 14-15 nos diz: “E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve.

E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos.”


O que significa orar de acordo com a vontade de Deus?

Orar de acordo com a vontade de Deus é orar por coisas que honram e glorificam a Deus e/ou orar por coisas que a Bíblia claramente revela serem da vontade de Deus que tenhamos.

Se orarmos por coisas que não honram a Deus ou que não sejam da vontade de Deus para nossas vidas, Deus não nos dará o que pedimos.

Como podemos saber qual a vontade de Deus?

Deus promete nos dar sabedoria quando por ela pedirmos.

Tiago 1:5 proclama: “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.”

Familiarize-se com o que diz a Bíblia sobre a vontade de Deus para sua vida.

Quanto mais entendermos a Palavra de Deus, melhor saberemos o que pedir.

Quanto mais soubermos o que pedir em oração, mais efetiva será nossa vida de oração.

Depois dessa pequena exposição, vejamos pedidos de oração que foram respondidos segundo a vontade de nosso Deus:

Sempre oramos pelos nossos pastores, por sua vida, família, mistério e saúde, por isso, começamos nosso relatório testemunhando sobre a vida do nosso pastor João Roberto:

Em 27/08/2014, o Pr. João Roberto Raymundo foi submetido a um cateterismo e, depois do exame, foi detectado que seria necessário uma cirurgia cardíaca para fazer 02 pontes safenas e troca da válvula aórtica e com urgência, pois o seu quadro de saúde era muito severo. 80% das duas artérias coronárias estavam entupidas. A princípio, ele iria para casa, porém, momentos depois, os médicos informaram que elenão mais sairia do hospital naquele dia e ficaria internado até o dia da sua cirurgia. Além disso, precisaria trocar os marca-passos.

Para a Glória de Deus, em 05/09/2014, recebemos a notícia de que a  cirurgia do Pr. João Roberto ocorrera dentro da normalidade.

Embora tenha ficado vários dias no hospital, em virtude da delicada cirurgia que fora submetido, o médico do plantão daquela manhã, em sua visita ao pastor, ficou surpreendido com a recuperação dele e compartilhou que a maioria das pessoas que enfrentam uma cirurgia desse porte não se recupera tão bem já nos primeiros dias como ele se recuperou. Na oportunidade, o Pr. João disse a ele que é Deus quem faz isso e que tinha muitas pessoas orando por ele, o que o fortaleceu bastante.

O médico deu os parabéns a ele e às orações dos irmãos, acreditando que no máximo em três dias ele estaria em casa, informou também que ele foi operado para ficar bom e dali a uns 60 dias poderia trabalhar normalmente, dirigir etc.

O Pr. João Roberto Raymundo continuou internado no Hospital Brasília. Devido a uma perda considerável de sangue, ele ficou debilitado e os médicos pediram mais um exame, que resultou num quadro de anemia. Isso o impossibilitou o de retornar dele para sua casa na data  que estava prevista, pois os médicos preferiram que ele permanecesse no hospital para maiores cuidados e medicação.

Em 15/09/2014, o Pr. João Roberto Raymundo recebeu alta do hospital e para honra e glória de Deus hoje está bem.

Também no ano de 2014, a nossa ir. Lilian pediu oração pela saúde de seu pai o sr. Osmar Rodrigues.

Ele havia sido diagnosticado com um novo câncer, sendo este na orofaringe.

Ela relatou que o tratamento seria mais pesado, mais delicado, pois haveria a necessidade de realizar diárias sessões de radioterapia e semanalmente uma de quimioterapia e que, caso não regredisse, seria necessária uma cirurgia para retirada do tumor, que já estava num tamanho considerável.

Em 24/04/2015, recebemos mais um pedido de oração, dessa vez era pela recuperação da saúde da irmã da ir. Auta. Ela havia sofrido um grave acidente e fraturado várias partes do rosto, devendo ser submetida a uma cirurgia nas próximas horas. Dias após o acidente,  a irmã da Auta já estava bem melhor e, pelos exames feitos, graças a Deus não precisou ser submetida a cirurgias.

Nesse mesmo mês, a irmã Rosy Wulhynek, quando na busca das crianças na escola, torceu o pé. O que a levou a usar muleta durante 10 dias e passoau a usara uma pota. Ficou vários dias sem poder fazer nada, como ela relatou à época, pois havia tido, a princípio, um desligamento, mas, para honra e glória do nosso Deus, não sofrera nenhuma fratura.

No mês 06/2015, nosso irmão Davi Visintainer foi submetido a uma cirurgia para retirada de um cálculo no rim. Também para honra e glória do nosso Deus tudo correu bem e hoje ele pode testemunhar do cuidado de Deus em sua vida.

Em setembro de 2015, nossa irmã Helena Palhares precisou ser internada as pressas com um quadro de Pneumonia com Infecção Generalizada e teve que ficar internada na UTI.

Ela, à época já não estava bem de saúde, um problema na sua coluna havia se  agravado e seria necessário ser submetida a uma cirurgia, mas não poderia ser feita naquele momento porque estava com osteoporose.

Recentemente, ela contraiu uma conjuntivite severa nos dois olhos, que a deixou isolada por vários dias. Deus é maravilhoso e hoje, apesar de alguns problemas de saúde que ela tem, não se cansa de vir a casa do Senhor, além de ser uma intercessora incessante.

Ainda no ano de 2015, a ir. Priscila, filha do Pr. João Roberto, foi submetida a uma cirurgia no pé, devido a um acidente de moto. Ficou vários dias em uma cadeira de rodas, mas hoje pode testemunhar das maravilhas que Deus fez em sua vida.

Ainda sobre a ir. Priscila, somos gratos a Deus pela sua saúde espiritual. Como os irmãos sabem, ela precisou ser interna em uma clínica de recuperação. Deus tem a cada dia derramado bençãos sobre a vida da nossa querida irmã, que agora, além de está nos caminhos do Senhor, busca ajudar as meninas que estão internadas na mesma clínica que a ajudou a vencer essa batalha. 

Glórias damos também a Deus pela vida do nosso irmãos Miquéias, irmão das irmãs Menezes da nossa igreja.

Ele foi submetido a um transplante de rim no INCOR (Instituto do Coração), o qual teve como doadora uma de suas irmãs. A cirurgia fora  um sucesso e hoje podemos contemplar Deus agindo em sua vida, vemos o Miquéis se recuperando bem, e muito alegre por servir o nosso Deus. Isso é nítido quando o abraçamos aqui na igreja.

Outra maravilha de Deus pudemos ver na vida do nosso irmão Jairo.

Ele fora diagnosticado com um tipo de câncer na gengiva.

Precisou fazer uma cirurgia, e hoje podemos ver a glória de Deus em sua vida. Somos gratos pela vida dele, e pelos estudos que recebemos por meio das ministrações da palavra de Deus na classe de casais aos domingos aqui na igreja.

A pequena Marina, filha do casal Camila e Aurélio, também foi submetida a uma cirurgia de adenoide e retirada de amídalas. Pela graça de nosso Deus tudo foi bem sucedido e podemos ser abençoados com a vida dela no nosso meio. Uma linda criança que tem aprendido a palavra de Deus e, mesmo tão novinha, já a transmite às pessoas por meio de canções e ao contar histórias bíblicas.  

Louvado seja a Deus pela vida da nossa irmã Sheila Reis, que em março desse ano foi submetida a uma cirurgia de retirada da vesícula, mas já está totalmente recuperada.

Outra benção que não podemos esquecer é a benção derramada sobre a vida a irmã Maria Teresa, filha da ir. Sônia Lima.

Ela foi submetida a uma cirurgia para remoção de um mioma que pesava 650g.

Para honra e glória do nosso Deus, a cirurgia da ir. Maria Teresa foi bem sucedida e mais maravilhoso ainda é que ele não perdeu o seu útero. Hoje está bem e também pode testemunhar do poder de Deus em sua vida.

À época, a irmão Sônia Lima, nos enviou o texto abaixo, como demonstração de gratidão:

Quando estamos nas nossas lutas diárias não percebemos o zelo, carinho, direção, o agir, o carregar no colo do SENHOR. Ele fez. Ele foi adiante de todo o tratamento. Se hoje Maria Teresa está bem, está ótima, foi porque Deus ouviu o clamor do seu povo. Povo que clama pelo seu nome, se humilha, busca sua face (I Cr. 7:14) e Ele se inclinou para nós, e ouviu o nosso clamor. (Sl. 40:1)

Durante todo o dia, toda da semana, recebemos palavras de carinho, conforto, experiências de todos os lados. Obrigada a toda a igreja, que se dirige a Deus, ao ler uma mensagem de pedido de oração, e fala com Ele ao reservar um momento para clamar, fala com Ele, ao estar no culto.

Obrigada irmãos pela oração de cada um.

Somos um pelos laços do AMOR.

A deus também somos gratos pela vida da irmão Auta.

Em dezembro de 2015, ela descobriu que estava com um câncer na tireoide.

Após vários exames, em março desse ano foi submetida a uma cirurgia na tireoide e no mês 05 do corrente ano teve que passar por várias sessões de iodoterapia, ficando vários dias isaolada.

Hoje ainda está sob acompanhamento médico, precisará fazer novos exames, mas ela relatou ao ministério de intercessão que tudo está correndo muito bem para honra e glória do nosso bondoso Deus.

Oportuno também se faz lembrar de vários outros irmãos que foram submetidos a cirurgias e que hoje já estão bem recuperados pelo agir de nosso Deus:

Irmã Patrícia, esposa do irmão Cláudio;

Irmã Patrícia, esposa do irmão Frede;

O genro da irmã Violeta, Lúcio, irmão do nosso irmão Ricardo;

A cunhada da irmão Violeta;

O irmão Viana;

A irmã Bete, esposa do irmão Viana, que foi submetida a cirurgia de catarata nos dois olhos;

A irmã Shirley. Esta relatou ao ministério de intercessão que foi curada de um câncer.

Bençãos sem medida, sim, é isso que temos visto no meio do povo de Deus.

Somos gratos a Deus também pela resposta de oração dispensada à nossa irmã Regina Célia. Seu filho Daniel está trabalhando e comprou um apartamento, e, além disso, sua filha Viviam em breve casará.

Vejamos agora o que Deus tem feito na nossa igreja:

Em 2015, fomos abençoados com vários eventos, dentre eles, destacamos:

Cantata de Pascoa;

O congresso da juventude no mês 06;

O acampamentos dos jovens no mês 09;

A noite de talentos e a cantata Vai Vai Jonas no mês 10;

40 dias oração, providos pelo Ministério de Intercessão;

Cantatas de Natal (infantil e adulto) no mês 12.

Já no ano corrente, tivemos:

Viagem e retorno dos irmãos do período de férias no mês 01;

Culto de oração Ore+ e comemoração do aniversário dos 29 anos da nossa igreja no mês 04;

Dia de convivência na casa do Pastor João Roberto, o qual foi prestado um culto ao nosso Deus pela moradia da família pastoral;

Comemoração do mês da família, com o tema: Famílias que Vencem, semana de oração pelas famílias da nossa igreja, um delicioso e bem organizado café da manhã em homenagem ao dia das mães e o casamento dos nossos irmãos Salomão e Paula no mês 05;

Acampamento da Juventude;

Comemoramos o dia do nosso pastor e encontro de Coros no mês 06;

Mais bençãos pelas idas e vindas de nossos irmãos das férias do mês 07/08;

Conferência Missionária com o preletor Celso Godoy, feira e almoço missionários em conjunto com o ministério da juventude no mês 08;

Batismos de irmãos que entregaram suas vidas a Cristo;

Tivemos também a apresentação dos Embaixadores do Rei, onde pudemos contemplar o ensino que está sendo ministrado a esses garotos.

Ontem quem foi à igreja Batista da Vitória, no Riacho Fundo, pôde também ser abençoado com a palavra do pastor Fernando Brandão por ocasião da abertura da campanha de missões nacionais e pela inauguração da Casa Rosa, a qual foi transferida para o Riacho Fundo.

Tivemos ali um café da manhã maravilhoso, uma recepção calorosa, louvamos a Deus com os irmãos da Cristolândia e Casa Rosa, vimos as mensageiras e os embaixadores do Rei empenhados na obra evangelística e fizemos uma caminha até o novo endereço da Casa Rosa. Foi realmente tremendo e edificante.

Queridos, tivemos muitas partidas de irmãos amávamos e que certamente deixaram saudades, mas também fomos abençoados com a chegada da Laís, filha dos irmãos Heder e Melina, Lis, filha dos irmãos Leandro e Kamila e da Maria Cecília, filha dos irmãos Ezequiel e Juliana, além da gravidez da Irmã Raquel, esposa do irmão Bruno.

Pergunta:

"Por que orar?

A oração é uma forma de servirmos a Deus (Lucas 2:36-38). Oramos porque Deus nos ordena que o façamos (Filipenses 4:6-7).

Qual o sentido em orar se Deus conhece o futuro e já está no controle de todas as coisas?

A oração é exemplificada para nós por Cristo e a igreja primitiva (Marcos 1:35; Atos 1:14; 2:42; 3:1; 4:23-31; 6:4; 13:1-3). Se Jesus achava que valia a pena orar, também devemos achar.

Se não podemos mudar a opinião de Deus, por que devemos orar?"
Deus determinou a oração como meio para que pudéssemos obter Suas soluções em inúmeras situações:

a)Preparação para grandes decisões (Lucas 6:12-13)
b) Derrubar barreiras demoníacas na vida das pessoas (Mateus 17:14-21)
c) Ajuntamento de obreiros para a colheita espiritual (Lucas 10:2)
d) Obtenção de forças para vencer a tentação (Mateus 26:41)
e) Um meio de fortalecer a outros espiritualmente (Efésios 6:18-19)

Resposta:
Por que orar? Por que orar se Deus já está no perfeito controle de tudo? Por que orar se Deus sabe o que vamos pedir antes que o façamos?
 

Irmãos temos a promessa de Deus que nossas orações não são em vão, mesmo se não recebemos especificamente o que pedimos (Mateus 6:6; Romanos 8:26-27).



Ele prometeu que quando pedirmos por coisas que estejam de acordo com Sua vontade, Ele nos dará o que pedirmos (I João 5:14-15).


Às vezes Ele atrasa Sua resposta de acordo com Sua sabedoria e para o nosso benefício.

Nestas situações, devemos ser perseverantes e persistentes em oração (Mateus 7:7; Lucas 18:1-8).

A oração não deve ser vista como nosso meio de obter que Deus faça nossa vontade na terra, mas como um meio de obter a vontade de Deus feita na terra.

A sabedoria de Deus, em muito, excede a nossa.



Em situações para as quais não sabemos especificamente qual a vontade de Deus, a oração é o meio de discerni-la.

Se Pedro não tivesse pedido a Jesus para chamá-lo para fora do barco até a água, teria perdido tal experiência (Mateus 14:28-29).

Se a mulher síria cuja filha estava influenciada pelo demônio não tivesse orado a Cristo, sua filha não teria sido restabelecida (Marcos 7:26-30).

Se o homem cego fora de Jericó não tivesse clamado a Cristo, ele teria continuado cego (Lucas 18:35-43).

Deus disse que muitas vezes não recebemos porque não pedimos (Tiago 4:2).

Em um sentido, a oração é como compartilhar o evangelho com as pessoas.

Não sabemos quem responderá à mensagem do evangelho até que o preguemos.

O mesmo ocorre com a oração: nunca veremos os resultados de uma oração respondida até que oremos.


A falta de oração demonstra a falta de fé e a falta de confiança na Palavra de Deus.

Nós oramos para demonstrar nossa fé em Deus, que Ele fará assim como prometeu em Sua Palavra, e que abençoará nossas vidas abundantemente mais do que podemos pedir ou esperar (Efésios 3:20).

A oração é nosso primeiro meio de ver a obra de Deus na vida de outros.

Por ser nosso meio de nos “ligarmos” ao poder de Deus como se nos ligássemos em uma tomada, é nosso meio de derrotar nosso inimigo e seu exército (Satanás e seu exército) que, por nós mesmos, não teríamos forças para vencer.

Por isto, que Deus nos encontre sempre perante Seu trono, pois temos um Sumo Sacerdote no céu que pode se identificar com tudo o que passamos (Hebreus 4:15-16).

Temos Sua promessa de que “A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5:16-18).

Que Deus possa glorificar Seu nome em nossas vidas conforme creiamos Nele de forma suficiente para que venhamos sempre a Ele em oração.

 

 

Ministério de Intercessão