Cinco Sinais Vitais de um Casamento Saudável

 

“Cinco Sinais Vitais de um Casamento Saudável”

 

 

                                               Col. 3.18-21    

 

18- Esposas, sede submissas ao próprio marido, como convém no Senhor. 19- Maridos, amai vossa esposa e não a trateis com amargura.

 

20- Filhos, em tudo obedecei a vossos pais; pois fazê-lo é grato diante do Senhor.

 

21- Pais, não irriteis os vossos filhos, para que não fiquem desanimados.

 

 

INTRODUÇÃO:

 

     Sinais vitais = essencial, de capital importância: evidência de vida.

 

     No casamento, demonstra que as várias áreas do relacionamento conjugal estão sendo conduzidas com vitalidade.

 

     Existe uma casta de uva também chamada de vital. Sabemos as propriedades da uva, especialmente o suco recomendado para tornar o sistema cardíaco, e também o sistema gástrico, mais saudável.

 

     O vinagre de uva é um dos mais saudáveis no combate aos lipídeos. Significa saúde.

 

     A uva do casamento são sinais vitais que se traduz por relacionamentos saudáveis.

 

     . Paulo, no texto que nós lemos, trata do relacionamento entre as pessoas que vivem num lar cristão. Esposas e maridos (3.18-19); filhos e pais

 

(3.20-21);

 

     O Dr. Gara Smalley, nos oferece pelo menos cinco sinais vitais de um casamento, que são indicadores da saúde nesse relacionamento.

 

 

“Cinco Sinais Vitais de um Casamento Saudável”

 

 

I – O primeiro sinal vital: todos exercem um papel relevante no casamento

 

     . O distanciamento só ocorre quando um dos dois não sente seguro em relação ao seu valor. Não se sente “conectado” com seu cônjuge.

 

     . É quando o outro o impede de participar da sua vida particular.

 

     . O desenvolvimento emocional fica comprometido.

 

Algumas causas:

 

     O emprego de um dos cônjuges pode existir. Um tempo considerável longe de casa.

 

     . Se um deles sente essa “distância”; o ressentimento pode espalhar-se como um câncer.

 

     Outra causa é a situação em que um dos cônjuges tem um controle excessivo sobre o outro. É ele quem faz as opções quanto ao lugar em que o casal vai morar, quando tirarão férias, que comida deve ser feita, as decisões do dia-a-dia; e assim por diante.

 

     Aquele que é controlado pode perder o senso de identidade pessoal.

 

     Em um relacionamento saudável, as pessoas têm a liberdade de pensar por si mesmas.

 

     Ao pensar por si mesmas, e emitir suas opiniões, devem ser consideradas e não ignoradas ou humilhadas quando discordamos.

 

     Uma vez que homens e mulheres, que conhecem a Cristo, têm a mente de Cristo; ambos podem considerar as opiniões uns dos outros com honra e respeito.

 

Prov. 24.3-6

 

“Com a sabedoria edifica-se a casa, e com a inteligência ela se firma; pelo conhecimento se encherão as câmaras de toda sorte de bens, preciosos e deleitáveis. Mais poder tem o sábio do que o forte, e o homem de conhecimento, mais do que o robusto. Com medidas de prudência farás a guerra; na multidão de conselheiros está a vitória.”

 

     Pense nos momentos em que o conselho de seu cônjuge foi uma bênção para sua vida, seu casamento, e talvez até tenha livrado de uma grande aflição. Ore, agradecendo a Deus.

 

 

“Cinco Sinais Vitais de um Casamento Saudável”

 

 

II – Segundo sinal vital: todos são encorajados a falar e sabem que suas palavras serão valorizadas.

 

     . Um relacionamento saudável, você não tem apenas a liberdade de pensar, mas também é encorajado a falar, a expressar-se.

 

     . Quando você fala sabe que será ouvido.

 

Tiago 1.19: “Todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.”

 

     . As vezes falamos muito prontamente, ou ouvimos de modo crítico, não olhamos para o cônjuge quando ele fala. Vai falando que estou ouvindo, minha raiva impede de ouvir. Contrariando o que Tiago recomenda.

 

     Ouvir antes de falar, ouvir antes atentamente o cônjuge, ouvir para compreender, olhar para o cônjuge enquanto ouço e manter-se controlado enquanto ouço.

 

     . Deus fornece-nos o modelo perfeito que devemos usar quando estamos ouvindo alguém.

 

Salmo 55. 16,17,22

 

“Eu, porém, invocarei a Deus, e o Senhor me salvará. À tarde, pela manhã e ao meio dia, farei as minhas queixas e lamentarei; e ele ouvirá a minha voz. Livra-me a alma, em paz, dos que me perseguem; pois são muitos contra mim. Deus ouvirá e lhes responderá, ele, que preside desde a eternidade, porque não há neles mudança nenhuma, e não temem a Deus. Tal homem estendeu as mãos contra os que tinham paz com ele; corrompeu a sua aliança. A sua boca era mais macia que a manteiga, porém no coração havia guerra; as suas palavras eram mais brandas que o azeite; contudo, eram espadas desembainhadas. Confia os teus cuidados ao Senhor, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado.”

 

     . Deus está sempre disposto em nos ouvir.

 

 

“Cinco Sinais Vitais de um Casamento Saudável”

 

 

III – Terceiro sinal vital: todos desfrutam de uma sensação de segurança e valor quando compartilham seus sentimentos.

 

     . Em um relacionamento saudável, você não apenas sabe que suas idéias e palavras serão valorizadas, mas também tem a liberdade de compartilhar seus sentimentos, consciente de que eles serão respeitados.

 

     . É o inverso de um relacionamento em que se sinta denegrido, humilhado.

 

     . Você está fazendo uma tempestade num copo d’água, “me esqueça”, “dá um tempo”, “oh!, você precisa crescer”.

 

     A saúde de um relacionamento está, também, diretamente ligada ao grau de liberdade dos cônjuges em compartilhar dos seus sentimentos sem se sentir inseguro.

 

Salmo 57. 1-3

 

“Tem misericórdia de mim, ó Deus, tem misericórdia, pois em ti a minha alma se refugia; à sombra das tuas asas me abrigo, até que passem as calamidades. Clamarei ao Deus Altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa. Ele dos céus me envia o seu auxílio e me livra; cobre de vergonha os que me ferem. Envia a sua misericórdia e a sua fidelidade.”

 

 

 

“Cinco Sinais Vitais de um Casamento Saudável”

 

 

IV – Quarto sinal vital: todos se sentem ligados de forma significativa

 

     . Cada cônjuge tem a convicção, a certeza de que é relevante no casamento, de que seu cônjuge assim pensa e se expressa.

 

     . Como é identificado esse quarto sinal vital:

 

  1. Ter prazer em estar na sua casa
  2. Ter prazer em estar ao lado do seu cônjuge
  3. Ter prazer em compartilhar seus sentimentos mais profundos com seu cônjuge
  4. Ter prazer na liberdade do seu cônjuge.

 

O oposto é quando:

 

  1. Não pode compartilhar sentimentos mais profundos
  2. Tem receio de ver o outro ao final de um longo dia.
  3. Não gosta de estar junto com o cônjuge
  4. Não tem prazer em prestar atenção no que o outro necessita
  5. Tenta controlar o outro

 

     Esse tipo de relacionamento identifica uma enfermidade, identifica que o relacionamento está vazio de sentimento.

 

     Pam Smith, famoso nutricionista, observa que algumas dentre as pessoas que têm compulsão por comida, “comem para preencher o vazio” de sua vida.

 

     A comida torna-se um amigo e companheiro que sempre se faz presente, independente de qual seja a situação.

 

     Pode substituir o amor, a atenção e os mimos.

 

     A Bíblia fala que qualquer barreira entre nós foi e pode ser quebrada por Jesus Cristo

 

Ef. 2. 14-18

 

“Porque Ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo derribado a parede da separação que estava no meio, a inimizade, aboliu na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz, e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade. E, vindo, evangelizou paz a vós outros que estáveis longe e paz também aos que estavam perto; porque por ele, ambos temos acesso ao Pai em um Espírito.”

 

 

 

“Cinco Sinais Vitais de um Casamento Saudável”

 

 

V – Quinto sinal vital: os limites pessoais de todos são respeitados

 

     . Honrar e proteger os limites dos outros é essencial para relacionamentos saudáveis.

 

Rom. 12.10

 

“Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.”

 

Ef. 5.33

 

“Não obstante, vós, cada um de per si também ame a própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite ao marido.”

 

Ef. 6.2,3

 

“Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra.”

 

     . Se honrarmos uma pessoa é porque ela tem um grande peso para nós, ela é valiosa para nós.

 

     . Honrar é algo que está relacionado a amar.

 

Mt. 6.21 “Porque onde estiver o vosso tesouro aí está também o vosso coração.”

 

 

 

“Cinco Sinais Vitais de um Casamento Saudável”

 

 

CONCLUSÃO:

 

 

     Há vários níveis dos sinais vitais.

 

     Podem estar a 100, 80, 40 ou 20%.

 

     Em todas as circunstâncias eles podem ser melhorados, e revitalizados. O passo importante nesses casos é reconhecer que precisam ser revitalizados, que é necessário recorrer à fonte de energia: Jesus: vinde a Mim.

 

     Buscando em primeiro lugar os recursos para uma verdadeira revitalização, as demais coisas serão acrescentadas.

 

  

 

Pr. João Roberto Raymundo