• Igreja1
  • Igreja2

Atividades Regulares

 Domingo

8h – Reunião de Oração

9h – E. B. D (Escola Bíblica Dominical)

10h30 – Culto Matinal

19h – Culto Noturno

 Terça-feira

19h30 – Culto de Oração

 Quinta-feira

19h30 – Estudos Bíblicos

 Sábados ímpares

19h30 – Culto da Juventude

 Sábados pares

20h – Encontro dos casais

Login

Quem está Online

Temos 52 visitantes e Nenhum membro online

“Que Tiro Foi Esse?”... Um tiro no ouvido.

“Que Tiro Foi Esse?”... Um tiro no ouvido

 

Impressionante como alguns hits viralizam nas redes sociais, alavancados pela força da mídia. De repente, vemos pessoas se atirarem ao chão como se tivessem sido alvejadas por um disparo. Para os foliões, apenas uma brincadeira embalada pelo sucesso da funkeira Jojo Todynho, nova sensação do funk carioca.

Segundo o site UOL, paulistas pagaram até R$ 4.000,00 (quatro mil reais) para ver e ouvir a “autêntica, desbocada e empoderada”  interprete do hit “Que Tiro Foi Esse?” debochar da moralidade, disparando contra ela seu arsenal, num show “sem censura” com duração de 35 minutos.

Em meio à profunda crise econômica que atravessamos, esta notícia soa como ofensa. Muitos, no entanto, parecem não se incomodar com isto, querendo mesmo é surfar a onda do momento, ainda que esta esteja infestada por tubarões.    

O que está acontecendo com este mundo? Será que estamos perdendo de vez a lucidez, o discernimento, o senso do ridículo? Não basta convivermos com a triste realidade de uma violência absurda que ceifa vidas diariamente? Para inúmeras famílias vitimadas por esta violência, que lamentam a perda brutal dos seus entes queridos com balas perdidas, a brincadeira não tem a menor graça.

Que tiro foi esse? Creio que foi um tiro fatal na moral e nos bons costumes; um tiro certeiro no coração de um povo que festeja no lamaçal; um tiro de misericórdia na nação que marcha a largos passos para sepultura. Que Deus tenha misericórdia!

 

Por favor, parem o carro, quero descer. Não gosto desta brincadeira.

 

Pr. Evaldo Palhares