• Igreja1
  • Igreja2

Atividades Regulares

 Domingo

8h – Reunião de Oração

9h – E. B. D (Escola Bíblica Dominical)

10h30 – Culto Matinal

19h – Culto Noturno

 Terça-feira

19h30 – Culto de Oração

 Quinta-feira

19h30 – Estudos Bíblicos

 Sábados ímpares

19h30 – Culto da Juventude

 Sábados pares

20h – Encontro dos casais

Login

Quem está Online

Temos 28 visitantes e Nenhum membro online

E A SAÚDE DA ALMA, COMO VAI?

E A SAÚDE DA ALMA, COMO VAI?

“Amado, acima de tudo, faço votos por tua prosperidade e saúde,

assim como é próspera a tua alma”  (3 João 1:2)

 

Para uma resposta mais segura acerca da saúde, é necessário um check-up, isto é, a realização de uma série de exames médicos. Geralmente isto é feito para diagnosticar precocemente alguma doença, ainda que não tenha manifestado sintomas. A presença dos sintomas significa ameaça a saúde.

A Bíblia King James Atualizada traduz assim o desejo mais sincero do apóstolo João em relação discípulo Gaio: “amado, oro na expectativa de que tenhas boa saúde, que sejas bem-sucedido em tudo o que empreenderes, assim como é próspera a tua alma”.  Que bela oração! O ancião reconhece em Gaio uma vida espiritual saudável e próspera, sendo ela padrão para a saúde do corpo e demais coisas.  

A saúde da alma deve preceder as demais preocupações. O apóstolo Paulo afirmou à igreja de Corinto que a razão de haver entre eles muitos fracos, doentes e não poucos que dormiam era a ausência do discernimento espiritual e a maneira pervertida como se portavam na Ceia do Senhor, por isto o apelo “examine-se o homem a si mesmo” (1 Cor 11:28).

Após três décadas acompanhando igrejas de diferentes localidades, o escritor e conferencista THOM RAINER, buscou identificar os principais indicadores/sintomas de uma igreja doente. Após análise subjetiva, listou os principais:

  1. Diminuição no número de presenças no culto
  2. Diminuição na frequência de comparecimento dos membros
  3. Falta de alegria e vivacidade no culto de adoração.
  4. Pouco fruto evangelístico
  5. Baixo impacto na comunidade.
  6. Mais reuniões do que serviço
  7. Reuniões de negócios amargas.
  8. Pouquíssimos convidados nos cultos de adoração
  9. Guerras sobre o louvor
  10. Expectativas fantasiosas sobre o cuidado pastoral.

Que o Senhor nos abençoe e nos ajude. Que examinemos a nós mesmos e no caso de identificarmos algum dos sintomas acima, que recorramos ao Médico dos médicos, a fim de gozarmos plena saúde.

 

No amor de Cristo,

Pr. Evaldo Palhares