• Igreja1
  • Igreja2

Atividades Regulares

 Domingo

8h – Reunião de Oração

9h – E. B. D (Escola Bíblica Dominical)

10h30 – Culto Matinal

19h – Culto Noturno

 Terça-feira

19h30 – Culto de Oração

 Quinta-feira

19h30 – Estudos Bíblicos

 Sábados ímpares

19h30 – Culto da Juventude

 Sábados pares

20h – Encontro dos casais

Login

Quem está Online

Temos 25 visitantes e Nenhum membro online

A Autoridade da Bíblia

A Autoridade da Bíblia

 

“Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão.”

(Mateus 24. 35)

 

          A Autoridade da Bíblia surge naturalmente a partir da sua fonte de inspiração. Esta está implícita no título “A Palavra de Deus”.

          Esse registro escrito da Palavra de Deus foi entregue aos profetas, apóstolos e outros mensageiros e “se fez carne” na pessoa de Jesus. Os cristãos acreditam que seu Mestre era a Palavra de Deus (João 1. 1) de maneira singular. Através dele, Deus comunicou a revelação perfeita de si própria à humanidade (Hb. 1. 1-3). Para nós os cristãos, a Autoridade da Bíblia está relacionada com a Autoridade de Cristo.

          O Antigo Testamento era a Bíblia que Jesus usava, a cuja autoridade ele remetia constantemente e cujos ensinos o Mestre seguia e proclamava. Quando Jesus foi preso no jardim do Getsêmani e levado para ser executado, ele se entregou pacificamente dizendo: “... é para que se cumpram as Escrituras” (Marcos 14. 49 b). Ele sabia que sua missão neste mundo era cumprir as previsões constantes do Antigo Testamento.

          O Novo Testamento apresenta o registro da vida de Jesus, seus ensinos, sua morte e ressurreição. Traz também a narrativa do início da igreja cristã com a chegada do Espírito Santo e o relato da divulgação do Evangelho e do estabelecimento de igrejas durante a geração seguinte. Contém ainda os ensinos dos apóstolos de Jesus e de outros cristãos primitivos que aplicaram os princípios transmitidos pelo Mestre e a obra redentora de Cristo em sua própria vida. Amém.

 

 

Adaptado

Pr. João Roberto Raymundo