Atividades Regulares

 Domingo

8h – Reunião de Oração

9h – E. B. D (Escola Bíblica Dominical)

10h30 – Culto Matinal

19h – Culto Noturno

 Terça-feira

19h30 – Culto de Oração

 Quinta-feira

19h30 – Estudos Bíblicos

 Sábados ímpares

19h30 – Culto da Juventude

 Sábados pares

20h – Encontro dos casais

Login

Quem está Online

Temos 51 visitantes e Nenhum membro online

PIB NO CRUZEIRO: MARCAS QUE ME MARCARAM

PIB NO CRUZEIRO: MARCAS QUE ME MARCARAM

“Então os levou para a sua casa, serviu-lhes uma refeição e com todos os de sua casa alegrou-se muito por haver crido em Deus”

(Atos 16: 34).

Entre sete de dezembro de 1986 quando desci às águas e trinta de abril muitos foram os dias que me marcaram. Nesta amada igreja o meu nome consta como membro fundador. Nesta amada igreja conheci e me casei com Adriana. Nesta amada igreja vi minha família se rendendo a Cristo. Nesta amada igreja consagrei minha filha ao Senhor. Desta amada igreja vi saírem vários pastores, três de uma mesma família. Nesta amada igreja, aos dezessete de março de 2013, fui submetido a um Concílio.

A Bíblia contém mais de três milhões e meio de letras que constituem quase oitocentas mil palavras organizadas em mais de trinta e um mil versículos. Tentei encontrar palavras e versículos que pudessem externar o que significou e significa a PIB no Cruzeiro Novo na minha vida, família e ministério.

Com muito esforço encontrei no texto sagrado acima, que se refere ao carcereiro que foi salvo da tentativa de suicídio pelo apóstolo Paulo e depois de convertido o levou para sua casa, três marcas distintivas da PIB no Cruzeiro Novo. Vejamos:

Primeira, uma casa de gratidão. A primeira coisa que o carcereiro fez depois que foi salvo por Paulo, foi levá-lo para sua casa e servir uma refeição em gratidão pela vida. A PIB no Cruzeiro Novo é uma casa de gratidão. Nesta amada igreja nunca faltou a virtude da gratidão. A gratidão tem sido ao longo dos anos uma marca da PIB no Cruzeiro Novo. Quer encontrar pessoas gratas procure a PIB no Cruzeiro Novo. 

Segunda, uma casa de comunhão. A casa é lugar de familiaridade. Em nossas casas compartilhamos o que temos. Paulo foi muito bem tratado pelo carcereiro em sua casa. O carcereiro fez questão de inserir Paulo na família. Na PIB no Cruzeiro Novo as pessoas são tratadas como familiares. Foi assim que me senti na PIB no Cruzeiro Novo a vida inteira. A PIB no Cruzeiro sempre foi minha casa de comunhão.

Terceira, uma casa de abençoados e abençoadores. O carcereiro foi salvo duas vezes. Do suicídio e de viver longe de Deus. Junto com os seus familiares o carcereiro fez questão de se alegrar com aquele que foi usado por Deus para abençoá-lo grandemente. Infelizmente, muitos não somente se calam para com aqueles que foram seus abençoadores, mas os esquecem. Nunca foi assim na PIB no Cruzeiro Novo. A PIB no Cruzeiro Novo é uma casa de abençoados e abençoadores. A PIB no Cruzeiro Novo é uma casa que honra e não esquece seus abençoadores.

Alguém já disse que “o que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco”, sendo assim, recorro a William Shakespeare para me referir às lembranças desta amada igreja: “conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te”.

 

Em Cristo,

Pr. Manoel Neto