Atividades Regulares

 Domingo

8h – Reunião de Oração

9h – E. B. D (Escola Bíblica Dominical)

10h30 – Culto Matinal

19h – Culto Noturno

 Terça-feira

19h30 – Culto de Oração

 Quinta-feira

19h30 – Estudos Bíblicos

 Sábados ímpares

19h30 – Culto da Juventude

 Sábados pares

20h – Encontro dos casais

Login

Quem está Online

Temos 80 visitantes e Nenhum membro online

Moisés, Um Homem Comprometido com Deus – Parte II

Moisés, Um Homem Comprometido com Deus – Parte II

 “Disse também o Senhor a Moisés em Midiã: Vai, volta para o Egito; porque morreram todos os que procuravam tirar-te a vida. Tomou, pois, Moisés sua mulher e seus filhos, e os fez montar num jumento e tornou à terra do Egito; e Moisés levou a vara de Deus na sua mão.” Êxodo 4. 19,20

     O líder Moisés, chamado por Deus para desenvolver uma missão, libertar o seu povo do cativeiro egípcio, revela outras duas qualidades, ao se comprometer com Deus. Começa com uma grande transformação no seu próprio caráter, conforme escreveu o pastor Israel Belo de Azevedo.

     A primeira qualidade é que Moisés era fiel aos seus compromissos. Ao assumi-los, ele sabia o que iria enfrentar. Atravessaria um longo deserto, levando sua mulher e seus filhos. Eles não eram justificativa para não obedecer a Deus, e cumprir com o compromisso com Deus. Assim começou a sua jornada para libertar o seu povo. Agora, a saída para a Terra Prometida. Para Canaã. Entre outros compromissos, um pedido especial de José: “José fez jurar os filhos de Israel, dizendo: certamente vos visitará Deus, e fareis transportar meus ossos daqui.” (Gn. 50.25). Moisés não teve dificuldade para atender o último desejo de José. Levar seus ossos para Canaã e os enterrar lá (Josué 24.32). Aqueles ossos eram uma lição de vida, porque eram ossos de um homem que aprendeu a perdoar. Aqueles ossos eram um elo com o passado, demonstrando que Deus cumpre as suas promessas, mesmo que aparentemente tão tardiamente. Afirma o Dr. Israel Azevedo: “Carregar os ossos era agradecer a Deus.”. A volta à Terra Prometida se tornou possível por causa daquele homem cujos ossos seguiam com o povo. Foram 40 anos até chegar a Canaã, a Terra Prometida. Moisés não permitiu que ficasse pelo caminho. O seu compromisso com Deus não permitia. Deus nos chama para assumirmos compromissos com Ele. Mesmo que tenhamos que atravessar desertos, mesmo que tenhamos que transportar alguns ossos, sejamos fieis aos nossos compromissos com Deus.

     A segunda qualidade de Moisés, é que ele queria chegar a Canaã. O que foi necessário fazer para chegar a Canaã, Moisés fez. Ele agiu para entrar em Canaã. Moisés orou para entrar. Como vimos na meditação anterior, Moisés era um homem de oração (Deuteronômio 3. 23-29). Deus lhe permitiu ver a terra, mas não entrar nela. Devemos nos mover em direção à terra que “mana leite e mel”, a Terra Prometida. Mas, diferentemente de Moisés, Deus já nos abençoou, com certeza já estamos desfrutando dela.

     “Canaã não representa apenas o descanso que nos espera do outro lado da morte, onde o desgaste e a irritação da vida terão desaparecido, mas o descanso que pode ser experimentado aqui e agora, em que a alma é liberta da tirania do eu e da corrupção e frui a paz de Deus que ultrapassa toda a compreensão.” (F. B. Mexer).

     Como Moisés, não nos contentemos com a vida que levamos. Ajamos! Oremos! Canaã espera por você. Deseje chegar a Canaã. Amém.

 

No Amor e na Graça de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo

Pr. João Roberto Raymundo