Atividades Regulares

 Domingo

8h – Reunião de Oração

9h – E. B. D (Escola Bíblica Dominical)

10h30 – Culto Matinal

19h – Culto Noturno

 Terça-feira

19h30 – Culto de Oração

 Quinta-feira

19h30 – Estudos Bíblicos

 Sábados ímpares

19h30 – Culto da Juventude

 Sábados pares

20h – Encontro dos casais

Login

Quem está Online

Temos 103 visitantes e Um membro online

A Moderna Igreja de Jesus

“A Moderna Igreja de Jesus”

Atos 2.42-47

42- E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações.

43- Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos por intermédio dos apóstolos.

44- Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum.

45- Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade.

46- Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração,

47- louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.

      Nos confrontamos nos dias atuais com as mais variadas tentativas de produzir um modelo de igreja, com o afã de alcançar as pessoas nos mais variados extratos sociais. Entretanto, o texto supracitado produz o infalível modelo da igreja vencedora. É o modelo neo-testamentário, desenvolvido pelos primeiros cristãos: de casa em casa, Jesus era anunciado e seus mandamentos eram ensinados e praticados.

     Esse modelo de multiplicação da igreja oferece algumas caraterísticas marcantes em todos os tempos, conforme revela o texto. Primeiro, os discípulos perseveram na doutrina dos apóstolos. Uma marca do compromisso inarredável com os mandamentos deixados por Jesus. A prática evidenciava a presença do Espírito Santo na vida de cada um. Em segundo lugar, eles perseveravam na comunhão. A identificação harmoniosa na vida da igreja era contagiante, sem falar eles influenciavam a comunidade com um coração aberto, sem reservas. Uma terceira marca é que perseveravam no partir do pão, uma abrangente e alegre celebração predominava na vida da igreja.

     A quarta providência da igreja no seu desenvolvimento para cumprir o que lhe era inerente, os discípulos perseveravam nas orações. Tinham uma vida prática de oração, a oração era um alimento insubstituível na vida dos irmãos que se nutriam para avançar até os confins da terra conforme determinou Jesus em Atos 1.8. Por fim, perseveram no temor ao Senhor. O medo de pecar, de desagradar ao Senhor Deus, a reverência, o respeito, a consciência em obedecer produzia frutos naquela comunidade. Obedecer é o maior desafio na vida do cristão, por isso é traduzido por temor.

     O texto ainda fala que esse maravilhoso quadro era uma prática diária, não era ocasional. O que poderia impedir, era descartado, não prosperava no seio da igreja. Havia o desejo permanente de glorificar a Deus (v. 42 a). O louvor era inspirador. Como resultado, gozavam da simpatia dos de fora (v. 47 b), colhiam o fruto da perseverança (v. 46 a) e, o Senhor, acrescentava-lhes, dia a dia, os que iam sendo salvos (v. 47. C).

     Essa é A Moderna Igreja de Jesus, em todos os tempos, até a volta dEle. Amém.

 

 

No Amor e na Graça de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo

Pr. João Roberto Raymundo