Atividades Regulares

 Domingo

8h – Reunião de Oração

9h – E. B. D (Escola Bíblica Dominical)

10h30 – Culto Matinal

19h – Culto Noturno

 Terça-feira

19h30 – Culto de Oração

 Quinta-feira

19h30 – Estudos Bíblicos

 Sábados ímpares

19h30 – Culto da Juventude

 Sábados pares

20h – Encontro dos casais

Login

Quem está Online

Temos 48 visitantes e Nenhum membro online

O Segredo de uma Família Vencedora

O Segredo de uma Família Vencedora

Certa mulher,...clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que ele temia ao SENHOR. É chegado o credor... II Reis 4: 1

Todos os dias famílias são atingidas pela violência doméstica, rebeldia, drogas e outros males. Mas qual o segredo de uma família vencedora? No tempo do profeta Eliseu, encontramos uma família que estava passando por uma crise financeira “É chegado o credor”. Nessa história encontramos valiosos segredos revelados para as famílias vencedoras. Vejamos, pois, alguns desses segredos:

Descobrir o que tem em casa: A pergunta do profeta em meio à perda da fonte do recurso financeiro é: “Dize-me que é o que tens em casa?”. Nem sempre o recurso está longe. Lembro-me de uma irmã em que ela e o seu esposo estavam desempregados e após ouvir esta mensagem no meio da semana, ao chegar ao culto de domingo, estava toda entusiasmada, “refletir no que o senhor falou e descobrir que poderia dá aulas de reforço”. Hoje, ela já aposentada, continua dando aulas de reforço.Em meio à crise, a resposta pode está dentro de casa.

Manter uma boa rede de relacionamento: Outro segredo para famílias vencedoras é ter uma ampla  rede de relacionamento, principalmente com os vizinhos. Em Provérbios 27:10 encontramos: “Não abandones o teu amigo, nem o amigo de teu pai, nem entres na casa de teu irmão no dia da tua adversidade. Mais vale o vizinho perto do que o irmão longe.”. E, se esta família não tivesse uma boa relação com seus vizinhos? A ordem do profeta foi: “Vai, pede emprestadas vasilhas a todos os teus vizinhos”.O próprio profeta faz parte dessa rede de relacionamento.

Trabalhar em equipe: EmII Reis 4: 4 a 6, vemos o envolvimento de toda a família para sair da crise. “Então, entra, e fecha a porta sobre ti e sobre teus filhos,… fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; estes lhe chegavam as vasilhas, e ela as enchiaChega-me, aqui, mais uma vasilha.” O sucesso das famílias vencedoras é o trabalho em equipe. É preciso que os filhos e esposa, saibam o quanto tem disponível para o orçamento doméstico. Os filhos podem e devem participar na elaboração do orçamento familiar.Uma família se manterá sólida, estável e resistente em meio às crises, quando houver uma participação efetiva dos seus membros.

Organizar e pagar as dívidas: A orientação do homem de Deus, foi: “Vai, vende o azeite e paga a tua dívida”. O texto nos revela uma situação triste, “ele temia ao SENHOR.”, porém, vivia numa desorganização financeira. Apesar de deixar o legado de buscarem a ajuda de Deus através do profeta, deixara uma dívida como herança. Deixara a perturbação dos credores à porta, “É chegado o credor”. Quais os legados e herança que deixaremos para os nossos filhos?Se não sabemos usar o limite do Cheque especial, vamos cancelar. Se não sabemos usar o cartão de crédito, vamos quebrar. Devemos seguir o conselho bíblico “A ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros; pois quem ama o próximo tem cumprido a lei.” Romanos 13:8.

Por fim, permitir a presença de Deus em nosso lar, “...tu sabes que ele temia ao SENHOR.”. Eliseu pergunta: “Que te hei de fazer?”. Ela busca o profeta, representante de Deus. Quando não sabemos o que fazer, devemos pergunta a Deus. Sua presença em nossa casa trará a resposta certa. O maior segredo das famílias vencedoras é revelado no momento em que nutrimos um relacionamento com Deus. Quando mantemos intimidade com Ele, “A intimidade do SENHOR é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.” Salmos 25:14. Salomão Disse: “porque o SENHOR abomina o perverso, mas aos retos trata com intimidade.” Provérbios 3:32.

  

Pr. José Pereira Mota Filho